sábado, 29 de maio de 2010

A LISTA

Li um texto da Clarice Lispector no Orkut de um amigo, e senti saudades das leituras de Clarice. Faz tempo, muito tempo que não a leio. Preciso voltar a ler Clarice, isso é fato indiscutível. Mas quando? Como? Não dou conta nem de minhas leituras necessárias para as aulas de filosofia. Mas o fato é que preciso voltar a ler Clarice e o farei, não sei como, mas farei.
Pensando em como encaixar Clarice nas minhas leituras, então me ocorreu uma lista de gente que preciso ler e ouvir, de coisas que preciso fazer.
Além de voltar a ler Clarice, lerei também Dostoiéviski, e ainda lerei Drumonnd, e também Augusto dos Anjos, Fernando Pessoa (e talvez a pessoa do Fernando), lerei Neruda, Marx, Kafka, Platão e Aristóteles, também lerei "O café dos filósofos mortos", todos os e-books arquivados no meu computador, aqueles que os amigos do Orkut me enviaram e ainda não me sobrou tempo para ler. Mas também lerei provérbios e eclesiastes, os 4 evangelhos, o livro de Efésios, novamente a carta de Gálatas, 1ª Coríntios 13, talvez releia o Apocalipse, apenas talvez.
Além de ler, preciso ouvir. Então ouvirei todas as músicas do Chico que tenho, ouvirei o Grupo Logos, o Jimmy (sim, aquele da jempa, gosto de ouvi-lo cantar), ouvirei as músicas que marcaram minha infância, aquelas do Balão Mágico, do Trem da Alegria, a Kátia cega, ouvirei Cazuza, Engenheiros do Hawaii, João Alexandre, o CD que a Vanessa mandou pra mim, a pimentinha e ouvirei Belchior.
Também vou assistir aos filmes que marcaram época, aqueles que já vi e aqueles que ainda não vi.
Vou viajar. Viajar muito. Viajar para visitar os amigos, para conhecer gente nova, ou apenas para conhecer um lugar novo. 
Ah! Irei a Fernando de Noronha, com ou sem companhia, é meu sonho de consumo, todos temos um, o meu é viajar para Fernando de Noronha, e irei.
A lista não está completa, é claro que não está. Há tanto para se fazer, há tanto para aprender, para viver. Enfim, no fim de tudo, saberei de uma coisa, apenas uma.
Que vivi.
Vivi e aprendi!
E no fim, é só isso que importa.

7 comentários:

  1. como voce é ridicula

    ResponderExcluir
  2. Ridiculo é tu, seu anônimo retardado! Muito bom, San!!!!

    ResponderExcluir
  3. Anonimato é uma bosta...¬¬

    Simmm, tb tenho tanto que ler, ouvir, viajar, ver...aiaiaia

    ResponderExcluir
  4. Hummm... tive o prazer de conhecer o esboço desse texto com antecedência.

    Na hora, disse que era uma bela lista. Mas vejo agora que, talvez, seja mais; seja também um convite, convite rumo conhecimento, ao desejo de "ser" presente em todos nós. Ser melhor, ser mais, porque a grandeza do homem se mede por essas medidas... confesso que admiro as grandes pessoas que conheço.

    Obg, San, por ser já essa gigante, e por nos dar a certeza de que serás ainda maior, sempre!

    Obrigado!

    bjs em seu coração!

    ResponderExcluir
  5. Ótimo texto, San. Vejo que, além de sensível, vc é uma ótima escritora.

    Queria eu tb poder viver e reviver todas essas coisas. Tenho receio de não fazer no futuro as coisas de que eu gostaria de fazer.

    E pra esse mané que te chamou de ridícula, ele não deve passar de um fake! Merece sim, nossas vaias!

    Bjo, San. Continue assim!!

    ResponderExcluir
  6. Eu preciso ler os blogs dos amigos... e ler (ou redescobrir) Clarice, Adélia Prado, Fernando Pessoa, Jorge Luiz Borges, Neruda, Blake, James Joyce.................. a lista é infinita

    Há tanta coisa boa, tanta vida aqui... :)

    ResponderExcluir